Guardiões da Galáxia [1 e 2]

Século XXXI. Peter Quill, autodenominado “Star-Lord”, rouba uma esfera cobiçada por Ronan, um poderoso vilão. Por causa disso, passa a ser procurado por vários caçadores de recompensas, que estão dispostos a tudo para recuperarem o objecto. Compreendendo o perigo em que se encontra, Quill não vê alternativa senão unir forças a quatro extravagantes personagens: Rocket Raccoon, um guaxinim de pensamento rápido e ligeiro no gatilho; o leal Groot, um humanóide com a aparência e força de uma árvore; a implacável e destemida Gamora; e Drax, um homem marcado pelo sofrimento que hoje se move pelo mais puro desejo de vingança.

Depressa o grupo se apercebe de que a esfera roubada possui um poder de destruição ilimitado e que em caso algum pode ser deixada em mãos erradas. Determinados a salvar o futuro da galáxia – e a deixar para trás a sua fama de falhados –, os cinco têm de encontrar um modo de impedir que Ronan recupere a esfera e, assim, impedir a total aniquilação do Universo.
Uma comédia de super-heróis produzida pela Marvel Comics, que integra o universo já formado pelos filmes “Capitão América”, “Homem de Ferro”, “Thor” e “Hulk”. A realização é da responsabilidade de James Gunn e o elenco conta com os actores Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Vin Diesel, Bradley Cooper, Glenn Close e Benicio del Toro, entre outros.

No vol 2, os Guardiões têm que lutar para manter a sua recém-descoberta família unida enquanto desvendam o mistério da real ascendência de Peter Quill. Antigos inimigos tornam-se aliados e os amigos aparentes tornam-se inimigos. Para todos os efeitos, Quil é um semihumano ou um semicelestial… E, de fundo em ambos, as misturas de músicas da Terra dos anos 70.

James Gunn indicou que Guardiões da Galáxia Vol. 3 pode ser lançado em 2020.

Anúncios
Publicado em Benicio del Toro, Bradley Cooper, Chris Pratt, Dave Bautista, Glenn Close, Kurt Russell, Michael Rooker, Sylvester Stallone, Vin Diesel, Zoë Saldaña | Etiquetas | Publicar um comentário

San Andreas [2015]

Embora a premissa extrema de San Andreas pareça mais ficção científica do que cenário real, o fato é que o filme é um lembrete de que, mais cedo ou mais tarde, a falha de San Andreas voltará a afetar os milhões de pessoas que vivem nas imediações.Terremoto 05

Um professor investigava a possibilidade de prever terramotos (Paul Giamatti) quando aconteceu – depois de um terremoto devastador atingir a Califórnia, um piloto do Departamento de Resgate e Segurança de Los Angeles (Dwayne Johnson) e a ex-mulher (Carla Gugino) tentam escapar de Los Angeles e seguir para São Francisco para encontrar e resgatar a filha (Alexandra Daddario).

alexandra-daddario-san-andreas.jpg

Publicado em Alexandra Daddario, Archie Panjabi, Carla Gugino, Dwayne Johnson, Hugo Johnstone-Burt, Paul Giamatti, Sem categoria | Publicar um comentário

Salvation [T1, 2017]

salvation

A narrativa começa com um estudante do MIT a chegar a uma descoberta surpreendente: um asteroide está em rota de colisão com a Terra.

Ao longo dos episódios, o argumento, bem construído de Salvation torna crível e deveras inteligentes as soluções que encontram.

salvation (1)
Darius Tanz (Santiago Cabrera), Grace Barrows (Jennifer Finnigan), Harris Edwards (Ian Anthony Dale) e Liam Cole (Charlie Rowe)

Salvation é construída como um bom livro de suspense onde cada capítulo/episódio traz uma reviravolta.

Programada para ter apenas uma temporada de 13 episódios, a série foi renovada para a 2ª temporada.

 

Publicado em Charlie Rowe, Ian Anthony Dale, Jennifer Finnigan, Santiago Cabrera, Sem categoria | Publicar um comentário

Novas temporadas

De volta:

Criminal Minds, 13ª temporada [e começa de forma espantosa, prossegue de modo surpreendente….]

The Big Bang Theory [11ª temporada, e continuam altamente entretenedores]

Lethal Weapon [temporada 2]

Blindspot, temporada 3 [interessante, como surgiram novas tatuagens e a ideia que são sequenciais na cifra]

Outlander, temporada 3 [até agora, melhorou em relação à season 2]

Shannara Chronicles, temporada 2 [já não era bom, ficou pior…]

À espera de

Black Mirrot, T4

The 100, T5

Handmaid’s Tale, T2

Imagem relacionada

Quantico, T3

3%, T2

The expanse, T3

Colony, T3

Beyond, T2

Publicado em Séries | Publicar um comentário

Dawn of the Planet of the Apes [2014] Planeta dos Macacos: o Confronto

Dez anos após a conquista da liberdade, César (Andy Serkis) e os macacos vivem em paz na floresta próxima de San Francisco. Lá desenvolveram uma comunidade própria, baseada no apoio mútuo, enquanto os humanos enfrentam uma das maiores epidemias de todos os tempos, causada pelo vírus criado em laboratório (pelo Dr. Will Rodman, o vírus Símio)

planet_of_the_apes-thumb-800x533-75162.jpg

Enquanto Dreyfus (Gary Oldman) deseja enfrentar os macacos para poder conseguir a energia de que precisam, Malcom (Jason Clarke), também fundador da colónia, prefere usar a diplomacia e tentar chegar a uma solução pacífica. Entretanto, apesar dos esforços de César e Malcom, a convivência pacífica torna-se cada vez mais difícil devido ao ódio do macaco Koba (Toby Kebbell) pelos humanos. Na verdade, Dreyfus quer testar uma nova vacina…

content_pic-thumb-800x600-75165planeta-dos-macacosPlaneta dos Macacos - O Confronto - Dawn of the Planet of the Apes - satelitevertebral.blogspot.com (1)planetadosmacacos2014 (2)

Além do impressionante trabalho gráfico, o filme tem um ótimo roteiro, com valores, como a defesa da família, e mostra uma sociedade humana totalmente sem estrutura, onde os homens se comportam como animais irracionais.

097233

Publicado em Andy Serkis, Dir. Matt Reeves, Gary Oldman, James Franco, Keri Russell, Kirk Acevedo, Sem categoria | Etiquetas | Publicar um comentário

Rise of the Planet of the Apes [2011] Planeta dos Macacos: A origem

A saga “Planeta dos Macacos” teve origem no livro O Planeta dos Macacos, do francês Pierre Boulle, lançado em 1963. A primeira adaptação para o cinema teve o mesmo título, em 1968, sob a direção de Franklin J. Schaffner, com Charlton Heston, Roddy McDowall e Kim Hunter nos papéis principais. Nesta primeira fase, foram produzidos os filmes De Volta ao Planeta dos Macacos (1970), de Ted Post; Fuga do Planeta dos Macacos (1971), de Don Taylor; A Conquista do Planeta dos Macacos (1972), de J. Lee Thompson; e A Batalha do Planeta dos Macacos (1973), também de Thompson.

planet of the apes.jpg1968-planet-of-the-apes-sz-b.jpg

Planeta macacos_1ª serie.jpg

Em 2001, Tim Burton lançou Planeta dos Macacos, com Mark Wahlberg, Helena Bonham Carter e Tim Roth. O filme não foi muito bem recebido pela crítica, apesar de ter sido um sucesso de bilheteira.

planeta-dos-macacos-2001-poster-2.jpg

Dez anos mais tarde, em 2011, estreou Planeta dos Macacos: A Origem (2011), de Rupert Wyatt. O elenco contava com James Franco, Freida Pinto e um elogiado trabalho de captura de movimentos de Andy Serkis.

Em 2014, Planeta dos Macacos: O Confronto (2014), dirigido por Matt Reeves e contando no elenco com Jason Clarke, Gary Oldman e Keri Russell.

Para ver o de 2017, o terceiro capítulo, Planeta dos Macacos: A Guerra, resolvi rever a saga.

Rise of the Planet of the Apes (Planeta dos Macacos: A Origem) é a décima produção sobre o livro de Pierre Boulle e tem enredo similar ao quarto filme da série original, Conquest of the Planet of the Apes, de 1972.

Will Rodman (James Franco) é um cientista, que na procura de uma cura para a doença de Alzheimer (que o pai tem), cria uma droga chamada ALZ-112. Porém, essa droga possui um efeito curto, e depois de algum tempo o corpo consegue produzir anticorpos que acabam com o efeito do vírus ALZ-112. O efeito desse vírus é completamente diferente nos símios, aos quais causa neurogénese, aumentando o QI. Rodman testa a droga numa chimpanzé com sucesso; porém, a meio da apresentação, a chimpanzé destrói o laboratório e Will quase perde o emprego; descobre-se depois que a chimpanzé estava a tentar proteger o filhote recém-nascido, uma cria que Will leva para casa,descobrindo que a mutação pelo vírus ALZ-112 passou verticalmente da mãe para o filho.

A pedido do pai, dá-lhe o nome de «César» e fica com ele uns anos.  Percebendo que o vírus é um sucesso nos símios, decide testá-lo, sem nenhum tipo de aprovação, no seu pai, que com única dose fica curado do Alzheimer.

planeta-dos-macacos-a-origem-1.jpg

Após 5 anos de uma aparente estabilidade, os problemas começam a aparecer. César  questiona se é um membro da família ou apenas um animal de estimação. O pai de Will começa a reapresentar sinais de Alzheimer, e após uma confusão com o vizinho, César é mandado para um abrigo para macacos, dirigido por John Landon (Brian Cox) e seu filho Dodge Landon (Tom Felton), onde vive maus tratos e decide mudar a situação dos símios.

Na busca de uma cura definitiva para a doença do pai, Rodman desenvolveu uma nova versão do vírus com a intenção de que o composto chegue mais rapidamente ao cérebro, o ALZ-113. Porém o resultado dessa experiência é um vírus que torna os símios mais inteligentes mas que é mortal para os humanos.

19215323_fa1.jpg-r_640_360-f_jpg-q_x-xxyxx.jpg

Esse composto é roubado por César, que foge do abrigo e volta com o ALZ-113, que distribui pelos símios. A seguir, a sequência lógica é os símios fugirem do abrigo (César fala pela primeira vez, dizendo «No», a Dodge) para a floresta de sequoias, tendo que atravessar a Golden Gate, onde acontece a luta  entre humanos e símios.

planeta-dos-macacos-a-origem-8.jpg

No final, Will Rodman consegue alcançar César, já no parque das sequoias, e despede-se do chimpanzé estupefato, pois ao abraçá-lo César consegue falar: “Caesar is home”, ou “César está em casa”.

filmes_1355_Planeta-dos-Macacos-A-Origem-2.jpg

cartaz-filme-planeta-dos-macacos-a-origem.jpg

Publicado em Andy Serkis, Freida Pinto, James Franco | Etiquetas | Publicar um comentário

The circle [2017]

O elenco prometia (Emma Watson, Tom Hanks, John Boyega, Ellar Coltrane).

O argumento podia ser interessante, especialmente como crítica ao futuro cada vez mais presente que viveremos, num mundo onde os aplicativos dominam e a privacidade diminui. Os grande problemas propostos são resolvidos com uma simplicidade atroz.

8d01af95795b80628783f6ff2c17a39e_XL.jpgMV5BODUzNzA5NDA3MF5BMl5BanBnXkFtZTgwMDQxNTAwMjI@._V1_SX1777_CR001777740_AL_.jpg

Mae Holland (Emma Watson) vai trabalhar numa empresa (The Circle) de comunicação na Internet. As apresentações de Eamon Bailey (Tom Hanks) tem um quê de Steve Jobs.  Com momentos que trazem funcionalidades de facebook, youtube e twitter, a proposta é clara: privacidade é algo negativo e até criminoso dentro da lógica do Círculo.

the-circle-mit-emma-watson-und-mamoudou-athiethe-circle-mit-tom-hanks-1-800x533.jpg1 ZzXlF0d1-je9QkA6vMNjCw.jpegthe-circle-mit-emma-watson-und-ellar-coltrane-800x533.jpg

O mundo que se nos apresenta não é do futuro, é de hoje. Em meu entender o filme falha quer na construção e desenvolvimento dos conflitos (Mae o amigo Mercer, Mae  e os pais, entre os dois criadores do Círculo, entre Mae e Annie) quer na maturação das personagens (Mae “atola-se” no Círculo, Mercer morre, os pais desaparecem, Annie exila-se…). Uma pena…

the-circle-et00050335-08-12-2016-10-24-45.jpg

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário